Paulão se manifesta contra congelamento de salários e defende auxílio de R$ 600,00

Fonte: eassim.net

Data: 11/03/2021

O deputado federal Paulão disse na Câmara e postou nas redes sociais que as propostas da PEC Emergencial são verdadeiros descalabros contra o serviço público, quando congela os salários de todos os servidores da União, Estados e Municípios.

Disse ele que o governo quer mesmo levar à condição de miséria os servidores e matar de fome os desempregados que aguardam um auxílio emergencial com um mínimo de respeito.

“Aprovar um auxílio emergencial de R$ 250,00 chega a ser um disparate com essa população desassistida. Há plenas condições para se pagar o auxílio de R$ 600,00, mas o Ministro da Economia, Paulo Guedes, impôs ao governo esse valor ridículo”. Disse o deputado.

Nas redes sociais, Paulão divulgou mensagem dizendo ser favorável ao auxílio de R$ 600,00 e contrário ao congelamento dos salários dos servidores da Educação, da Saúde, da Segurança Pública, “enfim, dos servidores de um modo geral que já vêm sofrendo há tempos com os salários bem abaixo dos índices acumulados da inflação”.

Por isso disse que votou contra PEC, até que o governo passe a respeitar as pessoas que mais precisam e os servidores públicos do País.

Veja o texto do deputado no Instagram:

A PEC 186 significa desmonte. Não estamos votando contra o auxílio emergencial.
Estamos votando NÃO ao valor absurdo que o governo pretende oferecer aos brasileiros, estamos votando NÃO ao desmonte dos cargos públicos, estamos votando NÃO ao congelamento de salários.
É um absurdo!
Mediante toda a situação do nosso país, precisamos dar ao povo o auxílio de R$600,00 novamente e votar a reforma tributária para ter verba.
No entanto, estamos lidando com o desmonte proposto na PEC 186 e ainda a falta de respeito de toda a família Bolsonaro com as vítimas da COVID-19.
Uma vergonha!