Artigos

UM PAÍS NO CAMINHO CERTO

Por: Deputado Paulão – deputado federal

 

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2012 revela que as desigualdades estão em queda no Brasil. O coeficiente de Gini, medidor da desigualdade de rendimentos, mostrou uma redução histórica no caso da renda do trabalho, que ficou abaixo de 0,5.

De fato, a desigualdade diminuiu no índice nacional e o rendimento domiciliar médio per capita aumentou 8,1% entre 2011 e 2012. A taxa de desocupação de pessoas com idade de 15 anos ou mais foi de 6,1% em 2012, abaixo dos índices de 2011 (6,7%). Outro dado importante foi um ganho de 5,8% no rendimento médio mensal dos trabalhadores, passando de R$ 1.425,00 para R$ 1.507,00.

Esses bons indicadores resultam de políticas adotadas pelo PT nos últimos dez anos, com ações de inclusão que criaram uma nova classe média e retiraram milhões de pessoas da pobreza. Assim, famílias obtiveram ganhos como o aumento da posse de bens duráveis e o aumento do acesso à internet, aos celulares e aos computadores.

Por outro lado, a pesquisa também traz aspectos negativos: o analfabetismo de pessoas com 15 anos ou mais parou

de cair no País e em Alagoas, mais uma vez, figura como líder em analfabetismo. Infelizmente, 21,8% dos habitantes do

estado acima de 15 anos não sabem ler nem escrever. Alagoas acompanha o desempenho do Nordeste, região onde há mais analfabetos (17,4%). As deficiências da região são históricas e precisam ser suplantadas com novos investimentos e aportes de recursos no ensino básico.

Em que pese essa questão, há também resultados animadores na educação. O percentual de brasileiros de 25 anos ou mais sem instrução ou com menos de um ano de estudo caiu de 15,1% para 11,9%. Já a taxa de brasileiros com nível superior completo subiu de 11,4% para 12,0%.

Pode-se concluir que, de modo geral, as políticas implantadas no país são bem-sucedidas. Devemos seguir apoiando programas implementados pela presidente Dilma Rousseff com o intuito de combater o analfabetismo, a pobreza e as desigualdades social e econômica.

Ainda resta muito a fazer, contudo a tarefa não é impossível: tanto a PNAD como outros levantamentos apontam que estamos na direção correta, rumo ao desenvolvimento e ao crescimento econômico. Os percalços do meio do caminho serão superados com a continuidade de ações firmes, comprometidas com o futuro da nação.

Deixe o seu comentário


Paulão do PT | Site Oficial. © 2013. Todos os direitos reservados.