Destaque

Paulão manifesta “estarrecimento” com indicação de General que fez apologia à ditadura para a Funai

O deputado Paulão (PT-AL) manifestou preocupação em pronunciamento no plenário com mais uma ação temerária do governo interino e ilegítimo de Michel Teme que convidou o general da reserva do Exército, Sebastião Roberto Peternelli Júnior, para  assumir a presidência da Fundação Nacional do Indio (Funai).

“É motivo de estarrecimento, não só no plano nacional, mas também no internacional, porque estamos discutindo o Estado Democrático de Direito. É verdade que é um governo interino, golpista, mas esperamos que o presidente interino  tenha a sensibilidade no sentido de não nomear uma pessoa que não é favorável à democracia, pois fez apologia, de forma veemente, ao golpe militar que sobreviveu no período de 1964 a 1985. Precisamos ressaltar que só após este período triste da nossa história, a democracia no nosso país foi resgatada e consolidada com a nossa Constituição Cidadã ”, explicou o petista.

Para Paulão, não se pode colocar para presidir  um órgão importante como a Funai, que resgata a cidadania dos povos originários, “um general que não consegue conviver em um Estado Democrático de Direito e que faz apologia à ditadura militar”, afirmou.

O militar foi indicado pelo PSC para assumir a Funai. O PSC se destaca no Congresso por ter uma das bancadas mais conservadoras, que reúne Jair Bolsonaro (RJ), que faz apologia ao estupro  e Marco Feliciano (SP). Desde o início do governo interino de  Temer, em maio, a presidência da Funai está vaga.

Gizele Benitz

Foto: Salu Parente
Fonte: PT na Câmara

Deixe o seu comentário


Paulão do PT | Site Oficial. © 2013. Todos os direitos reservados.